Cardápio diversificado na mesa da Casa da Criança

Além das primeiras introduções no mundo das letras e atividades lúdicas que incitam a cidadania, as 300 crianças que são atendidas na Casa da Criança, uma das unidades da APAMI (Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância), também recebem todo cuidado no quesito alimentação. Para ter energia durante todo o período em que ficam na instituição, os pequeninos recebem cinco refeições diárias, tudo devidamente orientado por uma nutricionista.
Para ter uma idéia do quanto se utiliza na preparação destes alimentos, por mês são necessários cerca de 320 quilos de arroz, 160 quilos de feijão, 60 quilos de carne moída, 800 laranjas. Mas a lista não termina aí: para alimentar toda essa garotada são utilizadas frutas diversas, achocolatados, leite, verduras, biscoitos, dentre outros.
“Criança tem que ter muita energia e saúde para fazer suas brincadeiras, para poder estudar com mais empolgação e nós nos preocupamos muito com isso. Como nossos alunos passam boa parte do dia por aqui, disponibilizamos café, dois horários de merenda, almoço e janta. Tudo isso devidamente inspecionado e orientado por uma nutricionista”, explica a diretora da Casa da Criança, Irmã Edite Ferreira.
Empresas regionais têm sido parceiras da instituição e doam alimentos que serão utilizados nas refeições das crianças. É um trabalho voluntário e, de acordo com a diretora da instituição, qualquer pessoa pode ajudar. “Há empresas que nos enviam frutas, verduras e outros alimentos. Isso é muito importante para nós. Somando esforços e parcerias, conseguimos oferecer uma refeição digna a nossas crianças. Empresas como Agrovale, SESC(através do Banco de Alimentos),Canteiro de Obras e  Ministério da agricultura têm sido muito úteis nesse processo. Vale lembrar que quem quiser auxiliar, basta nos acionar”, explica Irmã Edite.
A Casa da Criança funciona de segunda a sexta e atende crianças de quatro meses até sete anos. Situada no centro da cidade, a instituição foi fundada em 1967, conta com serviço voluntário de diversos profissionais e é dirigida por religiosas da Congregação Católica Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, ligado à Diocese de Petrolina.
Quem quiser conhecer o trabalho da Casa da Criança e até mesmo doar alimentos, pode entrar em contato através do telefone 87 3861 3298.

Além das primeiras introduções no mundo das letras e atividades lúdicas que incitam a cidadania, as 300 crianças que são atendidas na Casa da Criança, uma das unidades da APAMI (Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância), também recebem todo cuidado no quesito alimentação. Para ter energia durante todo o período em que ficam na instituição, os pequeninos recebem cinco refeições diárias, tudo devidamente orientado por uma nutricionista.
Para ter uma idéia do quanto se utiliza na preparação destes alimentos, por mês são necessários cerca de 320 quilos de arroz, 160 quilos de feijão, 60 quilos de carne moída, 800 laranjas. Mas a lista não termina aí: para alimentar toda essa garotada são utilizadas frutas diversas, achocolatados, leite, verduras, biscoitos, dentre outros.
“Criança tem que ter muita energia e saúde para fazer suas brincadeiras, para poder estudar com mais empolgação e nós nos preocupamos muito com isso. Como nossos alunos passam boa parte do dia por aqui, disponibilizamos café, dois horários de merenda, almoço e janta. Tudo isso devidamente inspecionado e orientado por uma nutricionista”, explica a diretora da Casa da Criança, Irmã Edite Ferreira.
Empresas regionais têm sido parceiras da instituição e doam alimentos que serão utilizados nas refeições das crianças. É um trabalho voluntário e, de acordo com a diretora da instituição, qualquer pessoa pode ajudar. “Há empresas que nos enviam frutas, verduras e outros alimentos. Isso é muito importante para nós. Somando esforços e parcerias, conseguimos oferecer uma refeição digna a nossas crianças. Empresas como Agrovale, SESC(através do Banco de Alimentos),Canteiro de Obras e  Ministério da agricultura têm sido muito úteis nesse processo. Vale lembrar que quem quiser auxiliar, basta nos acionar”, explica Irmã Edite.
A Casa da Criança funciona de segunda a sexta e atende crianças de quatro meses até sete anos. Situada no centro da cidade, a instituição foi fundada em 1967, conta com serviço voluntário de diversos profissionais e é dirigida por religiosas da Congregação Católica Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, ligado à Diocese de Petrolina.
Quem quiser conhecer o trabalho da Casa da Criança e até mesmo doar alimentos, pode entrar em contato através do telefone 87 3861 3298.